Que Cristo reine em nossos corações!

Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo!

0
1323

Nesse Domingo celebramos a Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo! Essa solenidade é de suma importância para a Igreja, pois é um momento de colocar em evidência que, tudo que está no universo, pertence a Cristo! É Ele o Princípio e o Fim de tudo, o Senhor do Tempo e da História! Aquele que em tudo tem a primazia!(Cl 1, 18)

Para a nossa Congregação de Jesus Sacerdote, se torna o momento de pedir para que, o poder amoroso de Cristo se manifeste em nossos corações, pois padre Mário Venturini, no número 193 do Espírito da Congregação, nos diz:

“A festa em honra de Jesus Cristo Rei será muito querida aos nossos corações, pedindo ao Rei dos séculos que não só todas as famílias das Nações, desagregadas pela ferida do pecado, se submetam ao seu suavíssimo reinado, mas especialmente para que Ele manifeste verdadeiramente e plenamente o poder de seu amor no coração de cada um de Nós.”

O Reino de Deus começa em nossos corações, é lá que a semente é plantada, e onde começa a germinar para ser sinal de vida neste mundo que, por vezes tenta propagar uma cultura de morte. O Reino de Cristo exerce o poder universal que tem como principal lei, o amor. “Eu vós dou um novo mandamento: que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. Amai-vos também uns aos outros!” (Jo 13, 34)

Logo, ser súdito de Cristo, é entregar a vida em prol do Amor e da Unidade. É amar como Ele nos amou (Jo 15, 12). É cultivar em nosso coração o desejo de ser suporte ao outro, de estar sempre disponível a perdoar (Cl 3, 13), de ser o bom samaritano (Lc 10, 33), de ser aquele que serve a Cristo nos irmãos, principalmente nos mais pequeninos (Mt 25, 40). 

Também nesse dia, padre Mário, assim como toda a Igreja, pede para que rezemos por aqueles que ainda não reconhecem Cristo, como seu verdadeiro Rei. As trevas do pecado por vezes podem ofuscar a visão e a consciência daqueles, que se deixam seduzir por falsos poderes, que ao invés de propagar o amor, só trazem opressão, destruição, injustiça e guerra. Esses poderes são fundados na ilusão dos falsos direitos, das correntes de pensamento que ao invés de buscar a unidade, somente incentivam a divisão e a fragmentação da humanidade.

Cristo é Rei, o verdadeiro Rei, o único em quem podemos vivenciar a Unidade e a Paz. É Aquele que dar o testemunho da Verdade (Jo 18, 37), que verdadeiramente nos liberta, (Jo 8, 32) e nos torna um só povo. Por isso, como servos de Cristo, que por amor nos faz seus amigos, devemos cultivar em nosso coração a paz, e transmitir essa paz que vem do Senhor Ressuscitado, para que possamos cumprir a Lei do Amor.